out 25, 2012

Escritora | Categoria Destaque | seja o primeiro

A CIDADE SOMOS NÓS

A capital da Paraíba, cidade contraste, antigo e moderno; destino de culturas desde sua origem até os dias atuais.
                                          JOÃO PESSOA
Fundada em 1585, já nasceu cidade sem nunca ter passado pela designação de vila, povoado ou aldeia; visto que foi fundada pela cúpula da Fazenda Real, numa Capitania da Coroa. É considerada a 3ª. Cidade mais antiga do Brasil.
No início da colonização, quando a colônia brasileira foi dividida em Capitanias Hereditárias, grande parte do atual território paraibano situava-se na então Capitania de Itamaracá, sob o domínio de Pero Lopes de Souza. Posteriormente, essa Capitania foi desmembrada, tomando forma a partir de uma colina à margem direita do Rio Sanhauá.
A cidade de João Pessoa teve vários nomes antes da atual denominação. Primeiro, foi chamada N. S. das Neves em 05 de agosto de 1585, em homenagem ao santo do dia em que foi fundada. Depois, Filipéia de N. S. das Neves, em 29 de outubro de 1585, em atenção ao rei da Espanha D.  Felipe II, quando Portugal passou ao domínio espanhol. Em seguida, recebeu o nome de Frederikstdt (Frederica), em 26 de dezembro de 1634, por ocasião da sua conquista pelos holandeses, em homenagem ao Príncipe Orange, Frederico Henrique. Novamente mudou o nome, desta vez passa a se chamar  Parahyba, em 01 de fevereiro de 1654, com o retorno ao domínio português. Em 04 de setembro de 1930, finalmente recebeu o nome de João Pessoa, homenagem prestada ao presidente do estado.
João Pessoa se transformou, recentemente, numa das capitais nordestina mais bonita; com um potencial artístico-cultural de dar inveja a muitos polos turísticos do país. Celeiro criativo de todo tipo, poetas, músicos, pintores, escultores, arquitetos, dramaturgos, cineastas, sonhadores dos mais variados setores, com inúmeras facetas de interpretação da vida, fazendo dessa cidade um referencial reconhecido por todos.
João Pessoa tem suas perspectivas abertas pra aqueles que queiram realizar seus objetivos, sem necessitar renunciar suas origens. Um passeio por suas ruas ver-se a constância da diversidade, expressada em sua gente, praças, ruas, monumentos,  etc. O Ponto de Cem Reis, no centro, é exemplo disso: ritmo e vitalidade, sem dúvida, o retrato da convivência dos pessoenses; cidade rica e aprazível, com aquele gostinho de quero mais, como: restaurantes, bares, igrejas, o Parque Solon de Lucena, ponto de convergência dos habitantes citadinos; esses são também símbolos reconhecíveis em nossa capital.
Além do mais, a meia hora de carro, encontram-se belas praias como a de Tambaú, com 8km de extensão de águas verdes-azuladas. Bem como,  situa-se Picãozinho, recanto turístico de beleza natural. EmTambaú  se localiza o Hotel Tropical Tambaú que possui quadras de tênis, bares, restaurantes, salão de convenções e uma galeria de lojas, cinema, cabeleireiro entre outros.
Próximo ao Hotel Tambaú está a Feirinha, ponto de encontro dos turistas; o Mercado de artesanato com vendas de souvenirs, roupas, e um amplo leque de lugares com a gastronomia local, stands de quitutes saborosos. João Pessoa é mesmo uma cidade privilegiada; oferece outras tantas praias no seu litoral: tais como: Cabo Branco, Manaíra, Bessa, Mar do Macaco (praia de surf), Poço, Formosa, Camboinha etc.
João Pessoa a 3ª cidade mais antiga do Brasil e a mais querida por nós, seu povo.
Viva o povo pessoense! Viva a cidade João Pessoa!
Share
" alt="468 ad" class="foursixeight" />

Deixe seu comentário