dez 10, 2014

Escritora | Categoria Poesias | seja o primeiro

Dioniso nosso ícone

doniso
Deus, filho de Zeus, e da princesa Sêmele
Único olimpiano filho de uma mortal
Um Baco da vida! Figura atípica total
Das festas, vinho, e insânia… à flor da pele.
Dele, e pra ele, o homem é só transfigurações
Nos 365 dias do ano, é homenageado
Festas não faltam nesse bordel globalizado
Participamos, sem constrangimento, de baconizações.
Quem achará ruim das bebedeiras e luxúrias
À moda ateniense, dos clássicos gregos e/ou romano?
Viva ao Dioniso, e às últimas consequências!
Cultuem-no sempre! Expandam-no no Festival
Dionísia Urbana! (“-Eu bebo sim estou vivendo!”)
Ou no Festival Lenaia, ou no Dionísia Rural.
Share
" alt="468 ad" class="foursixeight" />

Deixe seu comentário