fev 11, 2012

Escritora | Categoria Destaque | seja o primeiro

Drummond abduziu-me

Pelos 90 anos da Semana de Arte Moderna

No meio do meu caminho

Há muitas pedras

Muitas pedras, muitas pedras…

No meio do meu caminho

Muitas pedras! _ Meu Deus!

Pedras rolam de muitos pontos

Ave! Em todos os meus caminhos, muitas pedras

Pedras, pedregulhos, pedreiras…

“_Não, no meu caminho não há pedras preciosas não!”

“_Pedra-de-toque também não!”

Queria muito, no meio do meu caminho, a pedra-pomes
Pois, quem sabe, eu poderia te amaciar.

No meio do Caminho da Tarsila muitas pedras-sabão
Ajudaram-na a se estabelecer a ‘mulher’ de Andrade.

No meio do meu caminho a maior pedra:
Aquela que me petrificará para sempre.

No meio do meu caminho…

No meio do meu caminho

(…) Há pedras aos montes!

 

O Grande revolucionário disse-nos:

“Atire-lhe a primeira pedra

quem nunca pecou.”

Maria Madalena foi salva

Eu serei sacrificada?

" alt="468 ad" class="foursixeight" />

Deixe seu comentário