mar 8, 2014

Escritora | Categoria Poesias | seja o primeiro

Fornicação Brechtiana

brecht
Não sei quem já disse:
A vida é uma peça de teatro
Se dia claro, no atro
Da erma noite, a lua já saísse.
O Carnaval é fichinha
Com tantos Pierrot e Colombinas
Festejando pelas esquinas
O que pra Brecht era uma experienciazinha.
Enquanto isso, Baal
O Deus pagão, abre as asas
Numa catarse de anjinhos pelas casas.
E, em forma de homem,
Seduz a massa pra beelzebu

Na passarela da vida, generalizando os berzabus.

" alt="468 ad" class="foursixeight" />

Deixe seu comentário