out 26, 2009

Escritora | Categoria Poesias | seja o primeiro

Idade mídia

Idade de todos

Menino, moço, véio; de quem a concebe

Entrar na web

Orkut, facebook, twitter e outros.

Idade atenada

Até nos mais longínquos sítios

Em toda parte do mundo; um vício

Você, eu e a galera espivitada.

Idade de ouro

Reluzente no conhecimento; de montão

Também na comunicação

Só não navega quem está no couro.

Idade…mídia!

Quero ouvir Cazuza no youtube

Curtir a burguesia fede, baby

É show usar e abusar dela  de noite ou de dia.

Idade de todos poetas

No Myspace, ficamos célebres

Não há ninguém mais célere

Todos estão posts.

Idade da Informação

Não há quem não veja o novo

A aldeia-mundo caiu na boca do povo

Ganhamos sozinhos o bolão.

Share
" alt="468 ad" class="foursixeight" />

Deixe seu comentário