jul 26, 2013

Escritora | Categoria Poesias | seja o primeiro

Jampa: Cidade poesia

Jampa: Cidade poesia

lagoapb

Jampa é a própria poesia!
Cidade de mil encantos
Suas praças, parques e praias
Tudo é encanto
Os pássaros ecoando nas árvores
Até nos deixa tontos.
E pelas manhãs
Essas aves tocam o nosso coração
Fazem-nos todos felizes
Bem mais no verão
Aos sábados, o sol
Em Tambaú, fica por conta do povão.

Jampa é poesia
Sentir-la é viver em paz
Chova ou faça sol
Sua verve é contumaz
Quanto amor há nos beija-flores!
Vão e vem… Amores sem iguais!

Terra boa; não há igual!
Sinergia no viver
Que somente acresce
Ao mais reles ser
Fagueirice em todo olhar
De pleno prazer!

Cidade pequena, mas acolhedora
Fruto da colonização
Construída da mistura de povos
Rica, como todo país, pela miscigenação
Negra, branca e índia
Dando uma bela conotação

Jampa Poesia!
Jampa Encantadora!
Jampa Cidade Luz!
Jampa é a própria poesia!

" alt="468 ad" class="foursixeight" />

Deixe seu comentário