fev 28, 2013

Escritora | Categoria Fábulas | seja o primeiro

A la Leonardo da Vinci

A la Leonardo da Vinci
O Coqueiro, a castanheira e o cacto
A Castanheira vivia, há anos, vizinha de um coqueiro. Sempre fora uma árvore triste e solitária. Nunca ninguém a visitara. Já o seu vizinho, muito ao contrário, era arrodeado de gente. Certo dia, a Castanheira não se conteve de tanta tristeza. Largou o pau a chorar. De pronto, o Coqueiro  se sensibilizara:
_ Castanheira, não fica assim! Para com esse chororô. Isso dói meu coração! Você tão linda! A sua sombra dá inveja a todos nós!
Aí, que a Castanheira quase morre de tanto chorar. Os seus frutos ficaram até roxos. As palavras do vizinho tocaram-lhe fundo.
Daí, ela respondeu:
_ Me deixa em paz! Não estou pra muito papo.
 Nisso, um cacto que também ocupava aquele espaço público entrou na conversa, dirigindo -se ao Coqueiro, gritou:
_ Tadinho desse aí, não sabe que a Castanheira morre de inveja dele!
O Coqueiro enrubesce, e sem ação fala:
 _ Ah, amiga Castanheira, ai de mim se não fossem meus doces frutos; morreria sedento; ninguém me daria nem mesmo um copo d’água.
A partir de então, a Castanheira nunca mais se sentiu desprezada.

A inveja mata, mas tudo é uma questão de insegurança e incompetência

" alt="468 ad" class="foursixeight" />

Deixe seu comentário