abr 1, 2013

Escritora | Categoria Poesias | seja o primeiro

Língua ferina

Língua ferina

Que pedaço de carne é esse?

Tira-nos do sério

Terrível! Não tem critério!

Pois, está acima de interesses.

 

Faz-nos dizer as palavras mais débeis

Se bravos, é vil e com muitas querelas

Então, não há mesmo tramela nem ardizes

Só foice pra segurá-la.

 

Carne, levar-te-emos pra tumba noutro caixão!

O teu peso é maior que o nosso corpo; sabemos que …

É esse teu lado ferino!

 

Somos, por isso, eterna maldição

Deixa estar! Não estamos nem aí pra saber de onde veio o veneno!

A saída está no buraco do grotão.


 

" alt="468 ad" class="foursixeight" />

Deixe seu comentário