mar 30, 2014

Escritora | Categoria Poesias | seja o primeiro

Na volta, ninguém se perde; mas também nunca se acha

Na volta, ninguém se perde; mas também nunca se acha

 ferida

É desse jeitinho! Na volta, ninguém se perde

Porém, difícil é se achar

Porque os ‘amigos’ já não estão no mesmo lugar

O buraco é mais embaixo, seus nerds!

Nada é como antes, até seu melhor amigo

Te olha atravessado; e com preconceito

Daí, tu te sentes como fora do ninho por não ser aceito

Pense numa situação de bico!

Tudo está fora do tempo e do lugar!

E tu pensas, inclusive, em voltar

Mas não adianta, agora é tarde e Inês, morta.

Quem sai de sua terra natal; em outro canto, não pára

Isso, em mim, é uma ferida que não sara!

Dito popular mais que certo!

" alt="468 ad" class="foursixeight" />

Deixe seu comentário