jan 20, 2010

Escritora | Categoria Sem categoria | seja o primeiro

As Rosas

As Rosas

As rosas não falam
Se falassem, diriam do seu potencial
Não são poucos; exalam
Em sua beleza, singeleza sem igual.

Seus espinhos, falam-nos muito
Até mais do que seu perfume
Garras que pegam os mais afoitos
Nem o príncipe fica incólume.

Nada é tão lindo
Ante sua imagem
Tiro o chapéu; concluindo
Nunca, jamais vi tão bela visagem.

Nem nos sonhos, nem nas quimeras
Nem nos jardins da Babilônia
Nem nas metáforas
Nem mesmo na poesia.

Meus olhos viram coisa mais original
Tal o seu encanto
Para todo gosto; ela é social
É ímpar e está longe do desencanto.

" alt="468 ad" class="foursixeight" />

Deixe seu comentário