fev 17, 2012

Escritora | Categoria Sem categoria | seja o primeiro

A POESIA A MEUS OLHOS

A Poesia está em todo lugar

Na folha que cai

No sol a brilhar

No sorriso da criança

No semblante triste de um idoso

No ritmo da batera.

 

A Poesia é como você olha as coisas

Ao amanhecer, o sopro nas narinas

O rosto no espelho

A vida que nos chama às tarefas

O jovem indo à escola

Os pássaros voando sobre os matagais.

 

A Poesia é a rotina diária

Costumamos não enxergá-la

Ficamos tão dormentes

Às coisas ao nosso redor; como forjá-la?

Vemos, mas não a enxergamos

Não há tempo pra senti-la.

 

A Poesia é apreciar tudo com carinho

Seja uma rosa, ou um jardim em flor

Seja o mar, ou o infinito oceano

De tudo  ser um eterno namorado

Amar em um dia muito atarefado

A Poesia é um circo encantado.

 

A Poesia está nas coisas mais simples

Está no encontro e no desencontro

No ir e vir dos transeuntes

No murmurinho das ruas

No silenciar dentro do peito

No querer bem.

 

É preciso olhar a Poesia, aí próximo, em cada canto

Está atento nos mínimos detalhes

Na padaria, o pão fresco

No restaurante, a sofreguidão da fome

Na academia, o afã da estética pessoal

Na morte, o suspiro final.

 

A Poesia pede esforço individual

Imaginação

Impossível passar pela vida

E não viver com inspiração

Assim, não há amadurecimento

Ver-se apenas o lado escuro da lida.

A Poesia não muda ninguém

Até porque ela não é feita pra isso

Ela, no máximo, remodela alguém

Deve reconstruir uma parte de mim e de ti

Não consigo imaginar um ser antipoético

Então, quer viver nisso? Viva.

 

A Poesia são as estrelas no firmamento

Depois de uma tempestade, o sol brilhar outra vez

O canto da rolinha na janela

Um hino de louvor a Deus

Aquilo que a gente imaginar

A Poesia é isso e muito mais.

 

A Poesia é preciosa na vida de nós todos

É superar a preguiça

Num dia de chuva, pular da cama

Deixando os cobertores pra trás

Continuar aquilo que havia iniciado

Fazer tudo o de sempre, de repente.

 

A Poesia é um salto de qualidade

É amar-se

É querer-se bem

Sem muito alarde

Nem muita afobação

É o amanhã.

 

A Poesia é viver a vida como ela é

Engatar a segunda na ladeira

Subir bem devagarinho

Encarando a depressão

Não cochilar pra não ratear

Seguir enfrente na pressão.

 

A Poesia é o mais lindo cantar

Música popular

Samba do bom

Paulinho da Viola, a nos contagiar

A brincadeira e vadiagem

No refrão, embalar os corações.

 

 

 

 

 

Share
" alt="468 ad" class="foursixeight" />

Deixe seu comentário