mar 28, 2011

Escritora | Categoria Poesias | seja o primeiro

Augusto dos Anjos

Augusto dos Anjos

Por ocasião do 125º ano do seu nascimento
no Engenho de Paud’arco/Pb.

Anjo da poesia paraibana
Presenteiou-nos com única obra
Dádiva do céu _
O seu livro Eu.

Nem ligou pra o mau gosto
Foi considerado O poeta da Morte
O ridículo foi seu mote
Cantou, sem escrúpulo, o tosco.

Hegel, Spencer e Haeckel
Foram a sua inspiração
Filósofos que nos pegaram pelo pé.

Suas poesias nos encantam até
Os jovens se contagiam com essa bênção:
Augusto de Carvalho Rodrigues dos Anjos.

" alt="468 ad" class="foursixeight" />

Deixe seu comentário