fev 26, 2015

Escritora | Categoria Poesias | seja o primeiro

Resenha: O Mar e a Terra como testemunhas

Resenha: O Mar e a Terra como testemunhas
palhano1
Livro: Entre Terra e Mar – Sócio-gênese e caminhos do Teatro na PB 1822-1905
Autor: Romualdo Rodrigues Palhano
Ed.: Sal e Terra
João Pessoa: 2009
“A Arte não está no geral ,mas no detalhe.” Stanislavski
O livro, em foco, é um trabalho de tese de Doutorado, concluído na UNIRIO, pelo autor em voga, com orientação da Dra. Evelyn Furquin Werneck Lima, tendo ainda a referida obra o Prefácio do, também, Dr. Paulo Vieira, Mestre Coordenador do Departamento de Artes Cênicas da UFPB.
Tal obra consta de 211 pgs., nas quais fazem todo um estudo da tradição de desenvolvimento sócio-cultural e científico do estado da PB, no que tange (mais especificamente) à arte teatral, cujo eixo cultural fora, no séc. XIX, centralizado nas cidades interioranas de Mamanguape/Areia; por onde passaram e se apresentaram, nos teatros locais, as companhias teatrais após exibirem-se no Recife/PE, comprovando, assim, que o teatro paraibano, no passado, fora sido respaldado pelo estado vizinho.

Também, onde verifica-se que, o seu apogeu de desenvolvimento econômico, centralizado no interior da província, precisamente em Mamanguape/Areia, fora devido à ascensão cultural e política dessas cidades.

Além do mais, a obra de Romualdo R. Palhano, demonstra toda sócio-gênese e os caminhos do Teatro da Paraíba, que remontam do século XIX. A eminente pesquisa fora suficiente para que, na atualidade, fossem percebidas as influências sofridas pelo teatro paraibano, ao longo do séc. XX; e ainda que, provavelmente, as percebam pululantes no século XXI.
Concluindo, pois, este breve comentário, registro um quadro explicativo bem interessante das Casas Teatrais que fazem parte do acervo cultural paraibano, no então periodo, entre 1822/1905.
A sucinta apresentação encontra-se à pg. 180:
TEATRO/CIDADE E ANO DE INAUGURAÇÃO
1.Theatro Coliseu parahybano – João Pessoa – 1831
2.Teatro improvisado Pedro Américo – Areia – 1851
3.Theatro de Francisco Pulquério – Mamanguape – 1857
4.Theatro Santa Cecília – Mamanguape – 1857/1859
5.Theatro Recreio Dramático – Areia – 1859
6.Theatro Gymnasyo Parahybano – João Pessoa – 1860
7.Theatro Santa Cruz – João Pessoa – 1861
8.Theatro 8 de Dezembro – Areia – 1888

 

Assim fecho, marcando um simples detalhe: Por essa época áurea e próspera até o ilustre Dom Pedro II se hospedara na cidade de Mamanguape. Isso é apenas um detalhezinho…!
" alt="468 ad" class="foursixeight" />

Deixe seu comentário