dez 18, 2011

Escritora | Categoria Sem categoria | seja o primeiro

RESENHA: O Evangelho segundo D. Aldo Pagotto

RESENHA: O Evangelho segundo D. Aldo Pagotto


O Evangelho segundo Dom Aldo Pagotto
Editorial Forma
João Pessoa-PB/2011

O Evangelho nos nossos dias, de Dom Aldo, é um evangelho bem mais aprofundado que o de João, Mateus, Marcos e Lucas precursores de Jesus, porque esses registraram apenas os milagres de Deus. Já Dom Aldo abre portas para o leitor questionar-se sobre si e sua vida cristã, além de reafirmar que a verdadeira luz e esperança encontram-se, sem dúvida, em servir ao Filho de Deus nessa nossa sociedade conturbada.
Incompreensões de toda sorte, pichações na igreja matriz, perseguições, enfim ignorâncias à parte.
Dom Aldo Pagotto conseguiu dizer a que veio nessa linda obra. Hoje ele está de alma lavada, pois mostrou para os paraibanos de que é capaz: ele segue, na íntegra, as regras de Nosso Pai. Mais, que cada um pode passar pelo deserto a qualquer momento; o dele foi superado.
A obra se constitui de 291 páginas de ensinamentos e sabedoria. Dividido em 9 partes, com temas diversos: desde aborto, passando por homofobia, bullying, células troncos, jogos de azar, movimentos sociais, convivência e segurança cidadã, entre outros.

Veja:
pg.27 “…Hoje se rebola um filho recém-nascido em qualquer canto. Fetos são encontrados no lixo, no mato, ao lado de uma lagoa.”
pg.68 “O homossexualismo é um movimento internacional organizado e articulado em rede, com forte marketing e respaldo financeiro, contando com influentes, sobretudo nas dimensões sócios-culturais.”
pg.46 “…O que fazer para superar a violência nas escolas?(…)No entanto, precisamos discernir e decidir, propondo medidas concretas, emergenciais.”
pg.55 “A discussão e resolução sobre a liceidade de uso de embriões humanos por fins terapêuticos nos obriga a refletir…”
pg.170 “Foi aprovada nas diversas instâncias da Comissão de Constituição e Justiça da Câmera dos Deputados o projeto que legaliza o funcionamento de bingos eletrônicos de azar no país”
pg.208 “O MST se originou da CPT, movimento que nasceu da atuação de alguns bispos.”
pg.277 “É indispensável que a população se conscientize e se envolva efetivamente. Para esse engajamento, surge o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (PRONASCI) uma espécie de ‘PAC’ para organização e sustentabilidade dos serviços de segurança pública.”

Essa amostra grátis do livro em destaque é só para dar uma apimentada num potencial leitor.
Esse é, com certeza, o melhor presente neste Natal.
Fiz a minha parte. Recomendo-o a todos, cristãos e pagãos.
Fiquem na paz.
BOAS FESTAS!

" alt="468 ad" class="foursixeight" />

Deixe seu comentário