out 22, 2014

Escritora | Categoria Poesias | seja o primeiro

Teatro do absurdo

justiça
Com o estatuto da criança e do adolescente
A gente vê pivete que não saiu das fraldas
Xingando pai e mãe! Um verdadeiro desplante!
Abrimos as pernas às baldas!
Hoje, o adolescente tem direito de fazer o que bem quer!
Ex. disso, sair por aí estuprando, roubando e matando
Depois, não é punido como deveria ser
Isso é a prática no nosso país; e ainda, sai esnobando.
A Justiça brasileira precisa ser urgente revista!
Que cumpra a jurisdição com competência!
Pois, os jovens tão matando a três por quarto; que indecência!
Pior, é que fica por isso mesmo!
Esses delinquentes sanguinários deviam ser punidos
Iguais aos de crimes hediondos! Quiçá, a punição parassem tais bandidos!
" alt="468 ad" class="foursixeight" />

Deixe seu comentário