abr 9, 2014

Escritora | Categoria Poesias | seja o primeiro

Urubu-rei, o dono do pedaço

urubu

 

A carniça ali pronta pra ser comida
Toda prosa, ela não se fazia de rogada
À espera, espraia-se toda apetecida
À beira daquela praia inabitada.
O urubu-rei senhor daquele pedaço
Comandava o espetáculo. -Sabia o que fazia.
Tinha todo um clima…! Sentia-se gostosaço…!
Aquilo era um show à parte. -Ele se comprazia.
Enquanto isso, no horizonte, o sol a se por…
O céu lindo naquele matiz!
Nós dois, nos fazíamos um! Estávamos por um triz!
Deliciava-nos, plenos de amor.
Em mim, prazer que não acabava mais!

Realizados de um gozo contumaz!

Share
" alt="468 ad" class="foursixeight" />

Deixe seu comentário