fev 1, 2012

Escritora | Categoria Sem categoria | seja o primeiro

Boi na linha

Boi na linha

Um boi a mugir

Esse boi confessa algo importante

Sobre sua amada

A vaquinha branca e preta

A sua queridinha, a malhada

Ele muge sem parar

Sua dor está no chifre

Que está a brotar

Da danada da marvada

Pois ela atira lorota pro boi tatá

Não dá bola para o boi prateado

Que está a esguelhar.

A beldade da vaquinha

Já tem outro boi na moita

Preencheu, à doidivanas, seu coração

Doente de tesão.

" alt="468 ad" class="foursixeight" />

Deixe seu comentário