set 14, 2014

Escritora | Categoria Poesias | seja o primeiro

Feliz feito pinto em merda

Feliz feito pinto em merda
pinto
Só vendo a alegria do pobre!
O bicho trabalha de sol a sol
E a muié do cara vive de shopping…! Ô, cabeça oca!
Enquanto o caba se mata, ela parece um anzol!
E o otário? Só fala: Meu amor!
E ela garimpando, nas lojas, as liquidações
Eu te amo, minha flor!
– Eu sei disso! Mô, ei, toma os canêis das prestações.
Oh, meu amor, tu sabes que moras no meu coração!
Tchau, volto já; vou ali comprar feijão.
– Legal, mô! É bom a gente ter o que comer!
É, sabes, hoje que dia é?
– […] Ñão. Lembro não, Zé!
Tá fazeno quinze anos que nóis se amarremo!
" alt="468 ad" class="foursixeight" />

Deixe seu comentário